Achou a palestra ruim? Levanta e faz melhor!

 

 

Olá pessoal,

 

O post de hoje vai envolver um assunto que vai incomodar. Mas é algo que precisa ser dito e eu já deveria ter feito isso muito tempo atrás.

Trabalho e convivo com comunidades desde meados de 2000. Listas de discussão, foruns, eventos, palestras, webcasts, aulas (presenciais e online) e por ai vai. Considero ter uma experiência razoável com isso, visto que são 16 anos nessa pisadinha. Pois bem. Ao longo de todos esses anos, fiz bons amigos, capacitei muita gente, fui capacitado da mesma forma e tive muitas e muitas oportunidades de aprendizado, durante o processo de ensino. Ao mesmo tempo, sempre ouvi a mesma “ladainha” por parte de alguns profissionais do Mercado, após participar de um evento. Transcreverei abaixo alguns trechos do que já presenciei.

 

“Que palestra horrível. Esse cara é um despreparado. Se fosse eu, daria show ali.”

“Como é que o cara escreve um artigo desses? Esse cara não sabe de nada. Se eu tivesse tempo, faria muito melhor do que ele.”

“Como é que o cara não prepara a demonstração corretamente? Quem falta de respeito! Ele não pode falhar! Ah se me dessem oportunidade… Eu ia lá e mostrava como faz!”

“Esse blog é um lixo! Porque esse cara gasta tempo fazendo isso? Ele deveria fazer algo melhor! Se eu trabalhasse menos, conseguiria fazer muito, muito melhor!!”

 

E assim vai. Ouvi isso muitas, muitas vezes. De amigos, colegas e desconhecidos. Por diversas vezes, também fui o “alvo” das críticas. E decidi, hoje, deixar um “desabafo” e um “convite”.

Preparar palestras, webcasts, treinamentos (pagos ou não), escrever artigos. Tudo isso requer tempo, dedicação, foco e estudo. Sim, estudo. Porque ninguém (ou pelo menos a maioria) vai escrever sobre algo que desconhece. Até tem gente que faz isso, mas nem são tão maioria assim. E logo a comunidade “exclui”. Ninguém “dá a cara pra levar tapa” por nada. Ninguém “sobe no palco” pra apanhar de graça. Sobe por diversas razões. E eu posso falar apenas sobre as minhas. Eu gosto de ensinar. Gosto de passar o que sei. Gosto de ajudar as pessoas a aprenderem sobre uma ou duas coisas. As vezes mais. Sinto prazer em ver um produto funcionar e poder ensinar outras pessoas a fazer funcionar, também. Entre tantos e tantos eventos que já tive a honra e oportunidade de participar, guardo com carinho uma lembrança de um Teched em 2010. Eu e um amigo (na época também MVP), o Luiz Fernando Dias, palestravamos sobre o processo de migração do ISA Server 2006 para o Forefront TMG. Nossa palestra constava de 10 slides (isso, 10 slides), que serviam apenas para balizamento do que fariamos: Migração, ao vivo, das versões Standard e Enterprise do produto, sendo a segunda relativamente complexa e com grandes chances de dar errado. Pois bem. Sala cheia, turma animada e começamos a trabalhar. Primeira migração. Check! Tudo funcionou como deveria. Produto migrado, funcional e tudo dentro dos conformes. E ai fomos para a migração da versão enterprise. Demorada e “perigosa”. Passo a passo impresso, testado pelo menos 100 vezes (não, eu não estou exagerando) e pá! Faltando 2 minutos para terminar a palestra, migração concluida com sucesso, produto funcionando e no ar para delírio (ou não) dos que lá nos assistiam. Público batendo palmas de pé. Massageia o ego, né? Massageia. Mas o melhor, para mim, veio depois. Terminamos a palestra, entregamos os brindes e, durante o processo de recolher as coisas, um amigo, que eu conhecia apenas virtualmente, se aproximou e me disse as seguintes palavras: “ Cara, vocês fazem o complexo parecer simples. Vocês tornaram o trabalho de migração de versão de produto uma coisa fácil e tranquila de fazer. Muito obrigado pela excelente palestra.” Um feedback sincero. Um agradecimento. Isso valeu todas as noites em claro, preparando material, demonstração, instalando VM, refazendo ambiente, testando exaustivamente todas as variáveis possíveis para dar a melhor percepção do processo e o maior número de informações possível para quem estava nos assistindo. E assim como eu sou, muitos são. E entristece bastante você ver as pessoas se preocuparem em criticar , apenas por criticar, o trabalho alheio, ignorando completamente tudo o que vem “por trás” do que se vê no “palco”. Não é sempre que dá certo. Não é sempre que as coisas saem como o esperado, nem a palestra flui como a gente deseja. Mas tenham sempre a certeza de que, quando alguém vai lá e “faz”, faz porque gosta, porque quer fazer e porque põe a cara pra “levar tapa”. Tem pessoas que não são assim? Claro! Em toda profissão tem os “artistas”. Em todo e qualquer lugar. Faz parte do show.

 

Então meus queridos leitores, se vocês , em algum momento, acreditam que podem fazer melhor ou igual do que o cara que está no palco, façam! Sabe porque? Todo mundo ganha. Você, eu, a comunidade e o Mercado. Quanto mais gente capacitada, melhor! Quanto mais informação de qualidade, melhor!  Agora, levanta mesmo da cadeira e faça. Porque ficar sentado criticando é fácil, muito fácil, extremamente fácil. Levantar da cadeira, do sofá , sair da zona de conforto e produzir “sem retorno” , não é simples.

Não estou dizendo aqui que não se deva criticar palestras ruins. Pelo contrário! Todo feedback pode e deve ser dado, desde que o objetivo seja a melhora. Ninguém é perfeito e estamos aqui para nos melhorar. Agora, criticar, dizer que faz melhor e ficar só “dizendo”, não me parece muito coerente, não é?

Não sei por onde começar, Alberto. Como posso colaborar? Como posso ajudar a comunidade? Do jeito que você quiser e puder! Gosta de escrever? Cria um blog e escreva! Gosta de falar em público? Crie conteúdo e ofereça em faculdades e centros de inovação. Gosta de gravar vídeos? Crie um canal no youtube e publique seus vídeos! O que não falta são formas de ajudar e colaborar. Basta querer!

Gosta de criticar? Bem, então continue sentado na cadeira de participante das palestras e critique os que estão no palco. É exatamente por isso que você está sentado na cadeira e eles estão lá em cima, fazendo a parte deles e você está apenas assistindo ,😉 .

 

[]´s

Alberto Oliveira, CISSP

Microsoft MVP

 

 

 

 

 

 

Sobre Alberto Oliveira

Consultor de segurança da informação CISSP; Microsoft MVP - Forefront; MCSA/MCSE : Security, MCT, MCTS, MCITP; ComTIA Security Itil V2 Foundations
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Achou a palestra ruim? Levanta e faz melhor!

  1. Thiago Cardoso Luiz disse:

    Alberto ótimo post!! Obrigado:)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s